Projeto milhão II: Financiamento com opções

Bem amigos, como prometido na semana passada, estou aqui para dar continuidade à série do primeiro milhão, e explicar uma operação de bolsa de valores que pode lhe dar uma ótima rentabilidade mensal e com bastante segurança. O financiamento com opções.

Pra começar vou explicar o que vem a ser uma opção. Opção é um tipo de derivativo, que é um ativo que deriva de outro ativo. No caso que falaremos hoje, essas opções derivam de ações.

A opção nada mais é que um direito de comprar ou vender uma ação por um determinado preço pré-estabelecido antecipadamente (strike), e esse direito é negociado em bolsa de valores assim como as ações, e tem prazo de validade, já que toda terceira segunda-feira do mês esse direito vence, deixando de existir e entrando em vigor um novo direito.

No caso específico de nossa operação, é necessário possuir ao menos um lote padrão de 100 ações, mas é importante escolher bem qual ação comprar, pois nem todas as ações possuem liquidez (facilidade de comprar ou vender), em suas opções. As mais recomendadas para esta operação são Petrobras, Vale e OGX Petróleo.

Possuidores das ações, devemos observar o melhor momento para vendermos no mercado o direito de comprarem as nossas ações. Como o mercado é cíclico, normalmente logo após uma esticada para cima nos preços o mercado tende a corrigi-lo para baixo. O momento ideal é quando o preço está elevado, como a opção acompanha o preço do ativo de referência, neste ponto ela tende a acumular “gordura”, o preço da opção cresce junto, e você vende melhor.

Bom, o que acontece agora? O dinheiro da venda da opção já é seu, e ele é quem remunera o seu investimento entre 3% e 8%, de acordo com o valor (taxa), que você conseguir na opção, como já vimos. E este dinheiro deve ser usado para comprar mais ações, aumentando assim o seu patrimônio.

Resta aguardar para saber se seremos exercidos ou não. Ser exercido é quando o comprador da opção usa o direito adquirido por ser mais interessante comprar na sua mão do que no mercado, e isso ocorre quando o valor do strike somado ao valor pago pela opção for inferior ao valor de mercado da ação.

Vejamos um exemplo de financiamento com as ações da OGX Petróleo com valores do dia 26/04/2012, e o vencimento dessas opções será no dia 21/05/2012:

Ação

Valor da ação

Strike R$ 13,00

% Sobre a ação

Strike R$ 14,00

% Sobre a ação

OGXP3

R$ 13,98

R$ 1,54

5%

R$ 0,64

5%

*Importante ressaltar que essa é uma situação passada e que os preços dos ativos oscilam no mercado.

Como pudemos ver a rentabilidade é bem interessante, mas e quanto às oscilações do mercado? O que acontece se o valor da ação subir? E se cair? Bem, esta é uma operação pensando no longo prazo, e sendo assim, se a cotação subir, seu patrimônio se valoriza, e se cair, podemos comprar uma quantidade maior de ações, pensando dessa forma nos protegemos do humor do mercado.

Agora é ligar para o seu assessor de investimentos, informar-se um pouco mais, tirar as dúvidas e sair de investimentos não tão interessantes.

É hora de entrar em AÇÃO!

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Projeto milhão II: Financiamento com opções

  1. Pingback: Os rumos da OGX |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s